DESAFIOS | OBJETIVOS | FASE INICIAL | PRODUTOS | ARTIGOS

 

O QUE É O LTT

O Laboratório de Tarifa de Transportes - LTT é ligado à FGV Transportes e está vocacionado para a pesquisa e o desenvolvimento de metodologias para análise de tarifas de serviços de transportes coletivos, para subsidiar órgãos públicos e privados com o fornecimento de dados e informações para os adequados cálculos tarifários.

O LTT-FGV Transportes está capacitado a realizar as seguintes atividades para os transportes coletivos:

- Análise técnico-econômico-financeira;

- Estudos de viabilidade;

- Estudos tarifários;

- Estudos de reestruturação de serviços;

- Estudos para concessão de serviços;

- Assessoria técnica relacionada a serviços de transporte coletivo para instituições públicas e privadas.

 

DESAFIOS

Na maioria dos municípios brasileiros, especialmente aqueles de pequeno e médio portes, os recursos são escassos para enfrentarem técnica e financeiramente a deterioração dos sistemas de transportes urbanos de passageiros, fortemente agravada pelos reflexos da pandemia do COVID-19, com impactos diretos sobre a dinâmica dos deslocamentos diários e sobre os seus níveis de atividades econômicas.

O mesmo fenômeno ocorre também nas grandes cidades brasileiras, que enfrentam problemas no momento de definição das tarifas técnicas e públicas dos sistemas, com e sem subsídios, uma vez que não contam com bancos de dados com informações reais de seus sistemas para compor os custos envolvidos e, consequentemente, formarem os preços tarifários que possam equilibrar os contratos com as concessionárias privadas do ponto de vista econômico-financeiro e que atendam e privilegiem os usuários/clientes dos sistemas.

 

OBJETIVOS

O LTT-FGV Transportes surge para mitigar esse problema de grande parte dos órgãos gestores dos sistemas, no momento do cálculo tarifário e estimativas de custos, uma vez que tem como principal objetivo o desenvolvendo de metodologias para o cálculo tarifário de sistemas de transportes coletivos, bem como dos seus custos, de forma objetiva.

Paralelamente, tornam-se necessárias a formação de bancos de dados, que devem funcionar como alicerce para a formação de observatório, com informações e valores de insumos, mão de obra, encargos, tributos, equipamentos, materiais rodantes, entre outros elementos que fazem parte das composições de custos tarifários dos transportes coletivos.

Tal banco de dados é de extrema importância para auxiliar as decisões estratégicas e táticas, possibilitando o planejamento e o controle dos transportes adequados, direcionando as tomadas de decisões governamentais e privadas, de forma mais rápida, transparente e precisa.

Com metodologia adequada para o cálculo tarifário, aliada a bancos de dados para geração de informações de suporte, é possível auxiliar os órgãos gestores do país, municipais, estaduais e federal, nas várias vertentes gerenciais dos sistemas de transporte coletivo, permitindo-se realizar revisões e atualizações de custos e tarifas.


FASE INICIAL

O principal objetivo para a fase inicial do LTT é o desenvolvimento de metodologia para cálculo tarifário do transporte público. No primeiro momento, o LTT atuará no segmento dos ônibus urbanos, de forma simples e objetiva, com agregação de metodologias amplamente utilizadas no mundo, apropriadas às realidades das cidades brasileiras, com incorporação das características dos padrões locais de deslocamentos urbanos.

Para suportar a metodologia, será criado um banco de dados de insumos, mão de obra, encargos, equipamentos, veículos e outros elementos que fazem parte das composições dos custos tarifários do transporte público.

 

Os produtos resultantes do cumprimento do objetivo principal dessa fase do LTT são:

Produto 1

Caracterização das metodologias para composição e remuneração dos custos operacionais em sistemas urbanos de transporte rodoviários, analisadas quanto às vantagens e desvantagens no cenário brasileiro, principalmente àquele relacionado com o momento após o processo mais severo da pandemia do COVID-19. A metodologia proposta é a seguinte:

- análise do estado da arte com a busca de publicações técnicas e acadêmicas (nacionais e internacionais);

- seleção de metodologias nacionais e internacionais de composição e remuneração de custos operacionais em sistemas urbanos de transporte rodoviários e, complementarmente, em outros modos;

- análise comparativa das metodologias analisadas (nacionais e internacionais), com a identificação das vantagens e desvantagens perante a atual realidade nacional – com redução da demanda transportada em consequência da pandemia do COVID-19;

- pelo uso da análise da criticidade, levantamento das metodologias mais aderentes às condições após o processo mais severo da pandemia do COVID-19, possibilitando priorizá-las quanto à agregação de valor e condição de inovação para as esferas municipais brasileiras.

Produto 2

Listagem descritiva hierarquizada das variáveis pertinentes aos modelos tarifários obtidos por intermédio de análise do estado da arte, considerando a seguinte metodologia:

- caracterização das variáveis de entrada do modelo tarifário que representam o alicerce da metodologia em desenvolvimento;

- identificação da possibilidade de cada variável carregar as realidades locais nas quais são utilizadas, para a compreensão do comportamento de cada uma na metodologia final, com adaptação às condições de contorno da pesquisa;

- destaque dos impactos de cada variável no modelo tarifário original para determinação da relevância de cada uma para a metodologia proposta.

Produto 3

A hierarquização gerada no produto anterior permitirá a vinculação de cada metodologia para a geração de outra, de modo que haja agregação e adaptação ao contexto brasileiro. Para isso, serão tomados os seguintes passos:

- geração de fluxo que forma o processo orientador da implementação da metodologia agregativa;

- descrição das variáveis pertinentes à metodologia proposta, com identificação das formas de obtenção dos dados;

- geração de modelo matemático tarifário que permita agregar as variáveis;

- desenvolvimento de estudo de caso para teste e validação do modelo.

ARTIGOS PRODUZIDOS

PUBLICADOS

1) NEGOCIAÇÃO TARIFÁRIA E CUSTOS DO TRANSPORTE URBANO: O DELICADO EQUILÍBRIO NA GESTÃO DE CONTRATOS - aUTORES: Paulo Rogério da Silva Monteiro | Victor Lima Migliorini 

2) REPASSE DE SUBSÍDIOS E TARIFA ZERO: DESAFIOS E TRANSPARÊNCIA NO TRANSPORTE PÚBLICO - aUTORES: Paulo Rogério da Silva Monteiro | Victor Lima Migliorini 

3) POLÍTICA TARIFÁRIA: A NECESSIDADE DE SE ATUALIZAR OS ASPECTOS REGULATÓRIOS E CONCEITUAIS DA DEFINIÇÃO DAS TARIFAS DOS SISTEMAS DE TRANSPORTE COLETIVO POR ÔNIBUS aUTOR: Paulo Rogério da Silva Monteiro

4) METODOLOGIAS DE REAJUSTE TARIFÁRIO EM SISTEMAS DE TRANSPORTE COLETIVO POR ÔNIBUS - aUTORES: Victor Lima Migliorini / Paulo Rogério da Silva Monteiro

5) CÁLCULO DE CUSTOS NO TRAnSPORTE COLETIVO POR ÔNIBUS: dESAFIOS E NECESSIDADES - aUTORES: Paulo Rogério da Silva Monteiro / Victor Lima Migliorini
6) 
A importância da atualização e modernização dos aspectos de custos e tarifas nos editais de concessão de transporte público por ônibus aUTORES: Paulo Rogério da Silva Monteiro / Victor Lima Migliorini
7) Estado da arte da apropriação de custos do transporte coletivo e Do cálculo tarifário PARA ônibus aUTORES: Paulo Rogério da Silva Monteiro / Victor Lima Migliorini

8) OS reflexos da pandemia e a busca por novos referenciais de procedimentos de apropriação de custos e de cálculo tarifário do transporte coletivo por ônibusaUTORES: Paulo Rogério da Silva Monteiro / Victor Lima Migliorini

SUBMETIDOS

1) COST ALLOCATIONS FOR BUS-BASED COLLECTIVE TRANPORTATION SYSTEMS: AN EXAMINATION OF METHODOLOGICAL APPROACHES, AND INTERNATIONAL / REGIONAL STANDARDS (Journal of Transport Economics & Policy) aUTORES: Paulo Rogério da Silva Monteiro / Victor Lima Migliorini / Marcelo Sucena / Marcus Quintella